Trilha Acessibilidade e Inclusão

Você está aqui: Início / Trilha Acessibilidade e Inclusão

A presente trilha é o resultado do plano de ação "NAS TRILHAS DA ACESSIBILIDADE E DA INCLUSÃO", elaborado pela Comissão Permanente de Cidadania, Acessibilidade, Diversidade e Inclusão (CPCADI), com o apoio do Núcleo de Educação a Distância (NED) e do Laboratório de Inovação, Inteligência e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Justiça Eleitoral do Ceará (LIODS), visando a cumprir a Meta 9 do Poder Judiciário para 2022, com foco nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030.

Trata-se de uma ação integrante do Programa de Acessibilidade da Justiça Eleitoral do Ceará, que foi instituído em 2010, com o objetivo de implementar medidas graduais para a redução das barreiras urbanísticas, arquitetônicas, atitudinais, tecnológicas e na informação, a fim de promover o amplo e irrestrito acesso de pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida, usuários internos e externos, dos espaços físicos e virtuais ou dos serviços da Justiça Eleitoral no Ceará. 

A Trilha Acessibilidade e Inclusão destina-se ao público interno do TRE-CE (magistradas e magistrados, servidoras e servidores, colaboradoras e colaboradores e membros do Ministério Público), podendo também ser acessada por outros órgãos do Poder Judiciário e da Administração Pública em geral, bem como por qualquer pessoa interessada, visto que está disponível no site do TRE-CE.

Objetivos da Trilha

  • Difundir conhecimento, informação, legislação e boas práticas sobre acessibilidade e inclusão, por meio de um canal de fácil acesso e de navegação guiada, favorecendo a aprendizagem individual e coletiva das partes interessadas;
  • Promover a sensibilização e a capacitação de magistradas e magistrados, servidoras e servidores, e demais colaboradoras e colaboradores para tratar adequadamente as questões relativas à acessibilidade e à inclusão;
  • Fomentar o debate interno e a troca de conhecimentos e de experiências com as partes interessadas;
  • Incentivar a adoção de boas práticas e de medidas de redução de barreiras físicas, atitudinais e comunicacionais.

Orientações gerais de navegação na Trilha

Como já foi dito, a trilha de aprendizagem permite o protagonismo da pessoa em seu processo de estudo sobre determinado tema, sendo possível escolher que caminho deseja trilhar de acordo com seus interesses, sem necessariamente ter que seguir uma ordem predeterminada.

Entretanto, convém apresentar uma proposta de navegação nesta trilha que ofereça inicialmente uma visão geral para, em seguida, conduzir a conteúdos mais específicos, sendo capaz de alcançar pessoas com diferentes níveis de conhecimento sobre o tema.

Para começar, sugerimos navegar pelo Trilho Conhecimentos Gerais, se quiser aprender sobre normas vigentes e sobre conceitos e terminologias fundamentais. Os conteúdos estão distribuídos em 3 (três) estações:

  • Estação Normas: onde estão disponíveis as principais normas gerais e específicas sobre acessibilidade e inclusão e uma lista dos projetos de lei que abordam o tema;
  • Estação Conceitos e Terminologias: permite conhecer conceitos e terminologias relativas à acessibilidade e inclusão, além de disponibilizar um glossário com os principais termos aplicados ao tema;
  • Estação de Elementos de Capacitação: Apresenta sugestões de cursos e de outras ações de capacitação relativas aos conhecimentos gerais sobre acessibilidade e inclusão.

Na sequência, recomendamos navegar pelo Trilho Acessibilidade e Inclusão na Comunicação Institucional, para aprender sobre as deficiências sensoriais e sobre as tecnologias assistivas importantes para a comunicação das pessoas com deficiências sensoriais (visual e auditiva).

Este trilho se subdivide em 2 (duas) estações: Estação Acessibilidade Visual e Estação Acessibilidade Auditiva. Cada estação, por sua vez, se subdivide em duas plataformas similares:

  • Atividades da vida diária: onde são incluídos conteúdos que orientam as pessoas na eliminação de barreiras atitudinais e que informam sobre as tecnologias que possibilitam a inclusão das pessoas com deficiência;
  • Elementos de capacitação: composta por uma compilação de cursos, capacitações, materiais que visam formar e treinar o público-alvo no tema acessibilidade e inclusão comunicacional.

Por fim, sugerimos visitar o Trilho Boas Práticas, que oferece um espaço para compartilhamento de publicações, de materiais educativos e de  boas práticas realizadas tanto pela Justiça Eleitoral do Ceará como por outros órgãos do Poder Judiciário e da Administração Pública em geral.

Neste trilho, os conteúdos estão disponibilizados em 2 (duas) estações:

  • Estação Justiça Eleitoral: repositório de materiais e de boas práticas compartilhadas pelos diversos órgãos da Justiça Eleitoral;
  • Estação Boas Práticas Externas: espaço para reunir os materiais e as boas práticas de outros órgãos do Poder Judiciário e de outros entes da Administração Pública. 

- Última alteração em: 11/07/2024 11h51